0 item
SHOPPING CART

Your shopping cart is empty

Continue Shopping
SUBTOTAL: $0

RESUMO (in Memória Descritiva)
(...) Uma boa parte das freguesias na região, utiliza o “Coreto” como elemento urbano de referência ao convívio social. Ao mesmo tempo que este elemento oferece um espaço para convívio e atuações festivas, torna-se ao mesmo tempo, e em praças de pequena dimensão, num elemento de ruído visual, desvalorizando eventuais edifícios históricos ou com interesse patrimonial.Não querendo abdicar do conceito deste elemento, pela sua importância social, mas querendo rejeitar a forte presença volumétrica que o mesmo poderia causar, optou-se por desenhar um elemento central, que surge como uma reinterpretação desse mesmo “Coreto”, que servirá como referência na utilização da praça, e organizador de todo o espaço. Consistirá num elemento sobre-elevado, permitindo não só o seu uso como banco e zona de “sentar”, bem como numa determinada zona delimitada, servir de palco para atuações diversas (...)

(...) ao invés de valorizar o tráfego automóvel, pretende-se tornar todo o espaço da praça, pedonal, no sentido da valorização não só das pessoas e do convívio social, mas também dos edifícios existentes, tais como a Igreja N. S.ª dos Anjos, a casa do Padre Manuel Pestana Pimentel, a Junta de Freguesia e fontanário contíguo, e ainda de reabilitação mais recente, o Centro de Interpretação da Cultura do Ananás. (...) 

(...) Observando fotografias antigas da cidade, verifica-se que o ordenamento e a utilização de materiais de pavimentos, nas ruas e praças, era bastante humilde e simples, reflexo também do caráter social da época. Esta simplicidade, parece-nos também hoje, uma opção acertada para o reordenamento deste largo, e valorizadora de toda a envolvente. Assim, pretende-se que todo o pavimento seja único e de cor escura, e que surja do reordenamento e da reutilização das calçadas existentes, quer portuguesa em basalto, quer em paralelepípedos.

FICHA TÉCNICA:
Projeto: Requalificação do Largo da Igreja
Arquitetura: Paulo Vieitas e Alexandre Picanço
Localização: Fajã de Baixo, Ponta Delgada
Construção: 2019-2020
Área de intervenção: 918 m2

EQUIPA / COLABORAÇÕES:
Coordenação : Câmara Municipal de Ponta Delgada
Construção e Direção de Obra: Casanova e Filhos Lda